Usamos cookies neste website para que você possa ter a melhor experiência. Ao continuar a utilizar este site, entendemos que está ciente disso.

Pintura Brasileira

Composta por mais de 3.000 obras, a coleção de pintura brasileira do MNBA expressa grande parte da produção pictórica nacional, com início na segunda metade do século XVII até a contemporaneidade.

Como herdeiro direto da Academia Imperial (1826 – 1889) e de sua sucessora, a Escola Nacional de Belas Artes (1889 – 1965), o acervo tem seu maior destaque no segmento produzido durante o século XIX, momento no qual teve início no país o ensino oficial da arte, pautado nos modelos franceses. Pelo conjunto abrangente e pela relevância de seus artistas, a Coleção de Pintura Brasileira do MNBA é uma das mais importantes coleções de arte oitocentista brasileira, referência para pesquisadores no Brasil e no exterior. Grande parte dos artistas mais expressivos do século XIX e início do XX como Vítor Meireles, Pedro Américo, José Correia de Lima, Rodolfo Amoedo, Belmiro de Almeida, Modesto Brocos, Henrique Bernardelli, Antonio Parreiras, Almeida Júnior e Eliseu Visconti – um dos precursores do Impressionismo no Brasil - para citar alguns, estão representados na Galeria de Arte Brasileira do Século XIX, localizada no 3º piso,  um dos espaços mais conhecidos do MNBA.