Usamos cookies neste website para que você possa ter a melhor experiência. Ao continuar a utilizar este site, entendemos que está ciente disso.

Novidades do Museu

O acervo de 20 pinturas de Louis Eugène Boudin(1824 - 1898) pertencente ao Museu Nacional de Belas Artes é o maior numa instituição pública fora da França. Sua importância para a história da arte é seminal: Boudin é considerado um dos precursores do movimento pré-impressionista.

No dia 25 de julho, terça, às 15 h, o Museu Nacional de Belas Artes/Ibram/MinC e o Consulado Geral da França no Rio de Janeiro, em parceria, abrem a exposição O Colecionismo no Brasil - Eugène Boudin e os Barões de São Joaquim.

Criado em 1937, o MNBA é herdeiro de uma significativa coleção doada para Escola Nacional de Belas Artes, em 1922, pelos barões de São Joaquim, casal aristocrata da cafeicultura. Naquele tempo, o Brasil passava por uma ruptura com a Semana de Arte Moderna e também se comemorava e centenário da independência da sua independência.  

A exposição O Colecionismo no Brasil - Eugène Boudin e os Barões de São Joaquim, reúne 24 obras, sendo 22 telas e 2 desenhos, centrada nas telas de Boudin, além de outros artistas franceses deste acervo, como Alfred Sisley, Edouard Detaille e François Bonvin, por exemplo.

Em 1874, Louis Eugène Boudin integrou a famosa exposição em Paris que deu inicio ao impressionismo, reunindo nada menos do que Monet, Renoir e Alfred Sisley, entre outros nomes de vanguarda da época, num momento de reflexão e confrontação com a arte acadêmica de então.   

Suas telas retratam paisagens campestres e marinhas. Com vinte anos, Boudin iniciou seus desenhos, tendo sido posteriormente professor de Claude Monet, a quem influenciou artísticamente.

Os trabalhos de Boudin, no MNBA, percorrem toda a trajetória artística do pintor francês, cobrindo um período superior a 35 anos de sua produção.

Comentando a questão do colecionismo, a diretora Monica Xexéo lembra que “o colecionador de arte tem papel fundamental na construção dos acervos dos museus. O próprio MNBA é herdeiro de um conjunto significativo de obras de arte, reunidos a principio por colecionadores brasileiros”.

 

Serviço:

Exposição: O Colecionismo no Brasil - Eugène Boudin e os Barões de São Joaquim
Período: 25 de julho de 2017 até 08 de setembro de 2019
Visitação: Terça a sexta: das 10h às 18h. Sábados, domingos e feriados: das 13h às 18h.
Ingressos: R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família (para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00. Grátis aos domingos.
Museu Nacional de Belas Artes/MNBA: Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia
Tel: (21) 3299-0600
Visite a nossa fanpage: www.facebook.com/MNBARio.
Visite o nosso instagram: @mnbario
Confira o nosso canal no youtube: MNBARio  

Eventos do MNBA

  • 23 Ago - 23 Ago
  • 23 Ago - 23 Ago
  • 23 Ago - 24 Ago

Obras em Destaque

Rua Direita, Atual Rua Primeiro de Março, Rio de Janeiro, RJ

Rua Direita, Atual Rua Primeiro de Março, Rio de Janeiro, RJ

Gustavo Dall'ara Óleo sobre tela, 118 x 98 cm assinada Gustavo Dall'Ara Rio, 1907 doação, 1942, Guilherme Guinle  
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45
  • 46
  • 47
  • 48
  • 49
  • 50
  • 51
  • 52
  • 53
  • 54
  • 55
  • 56
  • 57
  • 58
  • 59
  • 60
  • 61
  • 62
  • 63
  • 64
  • 65
  • 66
  • 67
  • 68
  • 69
  • 70
  • 71
  • 72
  • 73
  • 74
  • 75
  • 76
  • 77
  • 78
  • 79
  • 80
  • 81
  • 82
  • 83
  • 84
  • 85
  • 86
  • 87
  • 88
  • 89
  • 90
  • 91
  • 92
  • 93
  • 94
  • 95
  • 96
  • 97
  • 98
  • 99
  • 100
  • 101
  • 102
  • 103
  • 104
  • 105
  • 106
  • 107
  • 108
  • 109
  • 110
  • 111
  • 112
  • 113
  • 114
  • 115
  • 116
  • 117
  • 118
  • 119