Usamos cookies neste website para que você possa ter a melhor experiência. Ao continuar a utilizar este site, entendemos que está ciente disso.

Novidades do Museu

Trazida pelo Istituto Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, a renomada artista visual italiana Martina Merlini realizará instalações e encontros no Rio e em Niterói por ocasião das Jornadas do Contemporâneo,   uma importante ação cultural anual que acontece na Europa.

No Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, a residência artística de Martina Merlini se inicia em 14 de outubro e será materializada em uma instalação tridimensional, intitulada “Forma Temporal”. A obra será finalizada dia 19 de outubro, sábado, quando será exibida a partir das 15h.  A instalação da artista ficará em exposição na Sala Chaves Pinheiro até 1º de dezembro.

A vinda de Martina Merlini é um desdobramento de uma intensa ação cultural  organizada anualmente em outubro pela Associação dos Museus de Arte Contemporânea da Itália (AMACI), e promovida pelo Ministério italiano das Relações Exteriores. “A busca pela forma” é o título escolhido para a série de iniciativas organizadas pelo Istituto Italiano de Cultura no Rio.

Martina Merlini realizará a instalação, “Forma Temporal”, buscando traçar  criticamente o caminho evolutivo dos cultivos no Brasil. “A ideia por trás desta instalação – explica Merlini – é repercorrer a mudança do cultivo imposta pelos colonos desde as plantações de cana-de-açúcar e café, até as monoculturas maciças que hoje ameaçam a floresta amazônica”. A estrutura, em madeira, será constituída por dois trilhos entre os quais umas cordas levarão pendurados pequenos feixes de caules e folhas, previamente preparados. A operação de preparação, bem como a ação de preenchimento da estrutura, é concebida como um momento coletivo, para investigar a história da terra brasileira e retomar, junto com população local, o contato com ela.

Future Positive Milan City Guide Martina Merlini 23

Artista Martina Merlini

Em outra frente, a italiana Merlini vai se reunir com a artista brasileira Pânmela Castro para uma conversa sobre as respectivas experiências, especificamente sobre a arte dos grafites e das instalações in situ que aproximam o trabalho de ambas. Originalmente pichadora do subúrbio do Rio, Pânmela Castro interessou-se pelo diálogo que seu corpo feminino marginalizado estabelecia com a urbe, dedicando-se a construir performances a partir de experiências pessoais, em busca de uma afetividade recíproca com o outro de experiência similar. Mestre em artes pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Pânmela realizou projetos em mais de 15 países e recebeu inúmeras nomeações por seu ativismo pelos direitos humanos como o título de Young Global Leader do World Economic Forum. O encontro das duas artistas vai acontecer na sexta-feira 18, às 15h, grátis, no MNBA.

Convidada especial desta edição da Jornada do Contemporâneo, Martina Merlini (Bologna, 1986) já conta com um elevado número de exibições. Participou de vários eventos e festivais, inclusive o Living Wall, que foi o primeiro festival de street art organizado por mulheres, em Atlanta, (Estados Unidos, 2012) e o prestigioso Le Mur, em Paris, França, 2015). Pesquisadora entusiasta da natureza humana, Martina joga com as linhas geométricas, investigando a noção do limite de um jeito sutil e refinado. Atuando no limite entre racional e irracional, a artista utiliza densos traços pictóricos simétricos que se disjuntam inesperadamente sob o impulso de forças primordiais. As criações de Merlini foram exibidas em toda Europa, Estados Unidos e México onde fez uma residência de 2015 a 2017.

A diretora do Istituto  Italiano de Cultura do Rio de Janeiro, Livia Raponi, avaliando esta iniciativa cultural afirma que “A essência da Jornada do Contemporâneo reside na vontade de ampliar o âmbito de difusão e o impacto da arte contemporânea. O objetivo é criar pontes e conexões entre artistas e movimentos de países diferentes, convidar jovens talentos para criar obras de arte em espaços não tradicionais, favorecer o encontro entre artistas representativos da Itália e públicos não necessariamente familiarizados com a arte contemporânea”.

Para a diretora do Museu Nacional de Belas Artes/Ibram,  Monica Xexéo: “é importantíssimo que o Museu participe do programa Jornadas do Contemporâneo, discutindo e refletindo a arte contemporânea global”.

 

Serviço: 

Instalação "Forma Temporale", de Martina Merlini, no MNBA 

Período: 19 de outubro a 01 de dezembro de 2019

Sala: Chaves Pinheiro

Museu Nacional de Belas Artes

Endereço: Avenida Rio Branco, 199 – Cinelândia

Visitação: terça a sexta-feira das 10h até 18 horas; sábados, domingos e feriados das 12 às 17 horas.

Ingressos: R$ 8,00 e meia: R$ 4,00 e ingresso família (para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00. Venda de ingressos e entrada de visitantes até 30 min antes do fechamento do museu

Facebook: www.facebook.com/MNBARio  

Instagram: https://www.instagram.com/mnbario/

Inscreva-se no Canal do Youtube:  MNBARio

 

Eventos do MNBA

  • 20 Nov - 20 Nov
  • 20 Nov - 20 Nov
  • 20 Nov - 21 Nov

Obras em Destaque

O Circo

O Circo

Djanira Óleo sobre tela, 97 x 117,2 cm assinada Djanira 1-9-944, 1944 doação, 2001, Fundação Nacional de Arte - FUNARTE  
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45
  • 46
  • 47
  • 48
  • 49
  • 50
  • 51
  • 52
  • 53
  • 54
  • 55
  • 56
  • 57
  • 58
  • 59
  • 60
  • 61
  • 62
  • 63
  • 64
  • 65
  • 66
  • 67
  • 68
  • 69
  • 70
  • 71
  • 72
  • 73
  • 74
  • 75
  • 76
  • 77
  • 78
  • 79
  • 80
  • 81
  • 82
  • 83
  • 84
  • 85
  • 86
  • 87
  • 88
  • 89
  • 90
  • 91
  • 92
  • 93
  • 94
  • 95
  • 96
  • 97
  • 98
  • 99
  • 100
  • 101
  • 102
  • 103
  • 104
  • 105
  • 106
  • 107
  • 108
  • 109
  • 110
  • 111
  • 112
  • 113
  • 114
  • 115
  • 116
  • 117
  • 118
  • 119